Moda

Comprar ou alugar o vestido?

Comprar ou alugar o vestido?

28/12/2015

“Comprar ou alugar o vestido?” Essa é uma das maiores dúvidas das noivas. Isso acontece pois muitas desejam guardar a peça como lembrança, obter um modelo exclusivo ou, muitas vezes, apenas por não encontrar aquele vestido ‘dos sonhos’.

O primeiro ponto a ser decido é: quanto se pode gastar com o vestido. Para as noivas que estão com o orçamento apertado, alugar o vestido é uma solução econômica. Nos ateliês, a noiva pode optar pelo primeiro aluguel ou pelo segundo.

No primeiro caso, o vestido nunca foi utilizado em nenhum casamento e isso significa que ele poderá ser feito conforme a noiva desejar, escolhendo o modelo, tecidos, acabamentos e outros. Caso escolha o segundo aluguel, o vestido já estará pronto e foi utilizado em outros casamentos, sofrendo apenas os ajustes necessários para que vista a noiva corretamente. Essa opção é a mais barata entre os tipos de aluguéis. Vale lembrar que alugar o vestido, além de interferir nas finanças, também economiza espaço na nova casa, já que a peça precisa ser armazenada com cuidado para que não estrague.

 

Outra alternativa ao aluguel é a compra do modelo. Atualmente, não é raro que as noivas recorram à viagens internacionais para a compra do vestido, que dependendo da época do ano, pode sair mais em conta. Como muitas lojas já realizam os ajustes necessários durante a compra, não é preciso se preocupar em encontrar alguma costureira para isso no Brasil.

Já as noivas mais tradicionais preferem fazer o vestido sob medida com uma estilista de confiança. Essa opção muitas vezes possui quase o mesmo preço do primeiro aluguel, no entanto, a noiva sempre terá a peça como recordação da cerimônia. Quando o vestido é feito sob medida, assim como no primeiro aluguel, existe a vantagem de escolher qual o material será utilizado, qual o modelo etc. É recomendado que a noiva procure uma estilista para decidirem juntas qual será o melhor modelo para a cerimônia, já que o vestido que aparece na revista ou no casamento de alguma celebridade, pode não combinar com seu casamento.

Independente da escolha, o que importa é que a noiva se sinta bonita e confortável com o que veste. Afinal, o vestido precisa combinar com o estilo do casamento, mas mais importante do que isso, ele precisa transmitir a personalidade da noiva.

Dicas para escolher o vestido das daminhas

Dicas para escolher o vestido das daminhas

27/11/2015

As daminhas são conhecidas por alegrar qualquer cerimônia. Porém, como serão notadas por todos, é preciso cuidado na escolha dos vestidos. Para ajudar nessa tarefa, conversamos com quem entende do assunto: Ceiça Paes. A estilista, que está no mercado há 25 anos, deu dicas importantes e ainda contou quais as tendências que estão por vir. Confira!

Como escolher o vestido das daminhas?
As daminhas têm que estar de acordo com a proposta do casamento, ou seja, local e horário. Mas deverá sempre ser usado um vestido infantil para as pequenas (nada de mini noiva). Para as maiores, também respeitando horário e local, algo delicado.

Qual o maior erro na escolha dos vestidos para daminhas?
O maior erro é encher a criança de pedraria ou optar por uma réplica do vestido da noiva. Luvas de cetim até o cotovelo também não caem bem. Resumidamente, é importante não tirar a identidade da criança. Maquiagem pesada em criança e cabelo de adulto devem ficar de fora. Outro ponto importante é: vestidos com os pés descobertos. Nada de longos que vão até o chão e tiram a liberdade da criança.

As cores dos vestidos tem que combinar com o do vestido da noiva e/ou decoração ou essa regra não vale?
Não vale. Tem noiva que faz uma ligação do vestido da daminha com algum detalhe, como por exemplo, o buquê. A faixa do vestido da daminha lembrando uma cor do buquê. Para seguir a decoração, o interessante é usar só uma faixinha no vestido da criança.

Todas as daminhas devem usar vestidos iguais, mesmo com idades diferentes? Se não, quais devem ser as mudanças?
Você pode usar o mesmo modelo desde um bebê (que vá no colo) até uma menina de 11 anos, não tem problema. A partir dessa idade, deve ser um vestido mais “clean”, não tão infantil. Ele deve lembrar alguma coisa do modelo das menores. Por exemplo, mudar o tecido, mas com um toque para pré-adolescentes.

Com quanto tempo de antecedência deve-se escolher o vestido?
Não pode ser muito em cima da hora. Pode ser resolvido com 4 ou 5 meses antes do casamento.

Quais as tendências para os vestidos?
Tecidos dependem muito do horário. Como há muitos casamentos à noite, a tendência é tule, organza, gazar de seda; para o inverno, cetim com renda. De dia, florais delicados, organza, algodão ou laise. Em relação às cores, a preferência é para tons pastel, dando maior ênfase em branco e off-white. Para florais um pouco mais fortes, o uso deve ser de dia.


 


 

Estilos de véu

Estilos de véu

23/11/2015

Mais do que um acessório, o véu da noiva é quase tão importante quanto o vestido. E o acessório tem uma origem no mínimo curiosa: na Grécia antiga, as noivas o utilizavam para afastar maus olhados no dia do casamento. Com o passar do tempo, ele passou a representar a pureza da noiva e hoje é um ícone. Depois de tantas mudanças de significado, as opções também aumentaram e, com elas, a dúvida das noivas.

Para a escolha do véu é levado em conta mais do que o estilo do casamento e do vestido. Também é considerado o formato do rosto da noiva, o biótipo e claro, o horário da cerimônia. Antes de fazer sua escolha, que tal conhecer véus que continuam em alta? Listamos aqui 5 estilos para vocês se inspirarem!

Voilette: o modelo tem um ar vintage e ainda faz sucesso entre as noivas, principalmente em cerimônias mais informais e diurnas. O véu super curto cobre apenas o rosto da noiva e normalmente vem acompanhado de algum maxi acessório.

Véu médio: o véu médio pode chegar à ponta dos dedos da noiva, ao cotovelo ou até mesmo na cintura. Ele dá um toque de leveza ao visual, sem deixar de lado o estilo tradicional – o que significa que ele combina com cerimônias diurnas e também noturnas.

Mantilha: ela pode ser utilizada sobre os cabelos ou presa abaixo em um coque elegante. O comprimento pode variar de acordo com cada ocasião. É feito em tule ou rendas, com acabamentos delicados e bordados.

Capela: esse estilo de véu também arrasta no chão e pode ter duas camadas, sendo uma delas para cobrir o rosto da noiva. Podem ser lisos ou bordados. Geralmente é utilizado em casamentos noturnos.

Catedral: ele é o mais longo e tradicional da lista, podendo chegar até a 500 cm. As noivas que optam por esse modelo acabam preferindo vestidos mais clássicos. Assim como o véu capela, esse modelo é mais utilizado em cerimônias formais e/ou noturnas.

Ah, vale lembrar que não existem regras fixas e que o mais importante de tudo é que a noiva fique satisfeita com a sua escolha – seja ela um véu curto ou longo, voilette ou até mesmo algum acessório para o cabelo.

 

 

 

Cheias de estilo!

Cheias de estilo!

Claudia Camargo
09/10/2015

Você está na dúvida em quais acessórios utilizar para compor o seu look de noiva? Não se desespere. Aqui você vai encontrar várias dicas diferentes e interessantes para arrasar no grande dia.

Pérolas à vista!
É sempre muito difícil abrir mão das tradicionais flores no buquê da noiva, mas não é impossível. Hoje, já é possível encontrar buquês feitos com pedraria e pérolas. Os modelos são os mais variados possíveis, mas o que vale mesmo é usar o bom gosto para não exagerar na dose.

Os famosos terços
Eles são peças tradicionais no look da noiva e são utilizados em cerimônia há centenas de anos. Mas isso não significa que, se você utilizá-lo, estará fora de moda. Há formas bem modernas de aliar os terços às flores em um buquê, por exemplo. Uma boa dica, se este for o seu caso, é utilizar aquele terço que está na família há anos, que fez parte do modelito da vovó, da mãe etc. E para não ficar retrô demais, invista em flores vivas e alegres.

Luvas: ó dúvida cruel!
É fato que a maioria das noivas já abriu mão deste acessório, mas usá-lo ou não depende do seu estilo e do ’tema’ do casamento. Se você é uma noiva mais vintage e vai estender esse estilo à cerimônia e à festa, as luvas vão conferir um toque a mais à composição. Você pode, até mesmo, combiná-las com chapéus mais clássicos ou com os mais estilosos, como as casquetes e os voilettes. Puro requinte!

Tiaras: uma alternativa de luxo!
Se você é mais adepta ao look minimalista ou clássico e quer ousar na montagem dos cabelos sem perder a elegância, a tiara é uma ótima saída. Ela pode ser confeccionada em pérolas, joias, brilhos ou, até mesmo, com rendas. Se combinada com um penteado adequado, então, ficará maravilhosa para qualquer estilo de cerimônia e festa.

Usar ou não o véu?
Se o que você quer mesmo é ousar, que tal trocar o véu por aquelas famosas toucas, típicas dos anos 1920? Elas são superelegantes e podem ficar lindas, dependendo de como for aliada ao restante do look. Outra opção são as cartolas. Calma! Não se assuste. Algumas marcas desenvolvem esse tipo de chapéu, delicadamente feito para noivas cheias de estilo. Uma delicadeza!

Botas: por que não?
Sim, isso mesmo. Botas! Algumas noivas, com um estilo diferenciado e muito ousado, optam por botas em vez dos tradicionais sapatos ou sandálias, assim como os noivos que trocam seus sapatos por tênis descolados. Isso é muito comum em outros países, como os Estados Unidos. É claro que para isso, tudo tem que combinar: a roupa dos noivos, dos padrinhos, o lugar da cerimônia e da festa. Na verdade, vale tudo desde que a criatividade esteja aliada ao bom senso.


 

Aos seus pés

Aos seus pés

Claudia Camargo
07/10/2015

 

Encontrar o sapato ideal para se casar é tão importante quanto a escolha do vestido, do penteado e dos acessórios. Afinal, os detalhes sempre fazem a diferença. Além disso, o sapato é uma das principais paixões da maioria das mulheres. Imagine, então, como é importante o estilo do calçado que será usado no dia do casamento!

Tem quem não abre mão do tradicional e prefere investir em saltos altos e clássicos tanto na cerimônia quanto na festa. Porém, algumas noivas priorizam o conforto. O ideal é conseguir aliar essas duas características e aproveitar cada momento desse dia inesquecível.

Glamour sem medidas
Você é daquelas que sente que está faltando alguma coisa se não está sobre um salto alto? Então, não deixe de usar um calçado que a agrade no dia do seu casamento.
Além do ’high heel’, algumas noivas optam por modelos com brilho e que completam o look, com muito glamour. Quem estiver à procura desse estilo e, se já estiver acostumada a andar com salto alto, pode se basear ou, até mesmo, investir em modelos de estilistas conhecidos por essas características.

Pura descontração
Cor e modelagens diferentes. Essa é a aposta de algumas noivinhas que desejam dar um ’ar’ de descontração ou look. Contrastando com branco do vestido, modelos coloridos vêm sendo a opção de noivas divertidas e que querem fugir do tradicional. Amarelo, rosa e, vermelho são algumas das cores preferidas de sapatos para substituir o branco.

Sandália pode?
Desde que escolhida com bom senso, pode sim! Definitivamente, elas combinam com casamentos diurnos e vestidos mais simples, sem tantos detalhes. A noiva deve escolher modelos com detalhes em bordados, rendas ou brilhos: tudo depende do estilo e do comprimento do vestido. Só não vale exagerar na dose!

Ideal para o seu estilo
É importante considerar também, além da beleza, o modelo que vai favorecer a noiva. Geralmente, as mais baixinhas preferem modelos ’meia-pata’, pelo fato de conseguirem ganhar mais altura, sem perder no quesito conforto.
As noivas que estiverem acima do peso devem tomar cuidado com a escolha do salto. Caso ele seja muito alto e fino demais, a silhueta pode ficar desproporcional e chamar atenção para o volume das pernas. Caso a noiva seja da mesma altura ou mais alta que o noivo, o ideal é não exagerar no tamanho do salto para não evidenciar a diferença.

Esqueça!
Mesmo se você não estiver acostumada a usar salto, mesmo os mais baixos, no dia do casamento abra uma exceção e deixe de lado as sapatilhas e sandálias sem nenhum salto, ok?

Na realidade, não importa a cor, o estilo do sapato ou tamanho do salto. O que realmente vale é você se sentir linda e confortável. Lembre-se de que um sapato, mesmo que lindo, se não for bem escolhido pode ser uma tortura e fazer com que você perca bons momentos da cerimônia e da festa do seu casamento. Por isso, tente aliar conforto, estilo e beleza. Assim, com certeza, todos os convidados ficarão aos seus pés!



 

Moda: Festa de Noivado

Moda: Festa de Noivado

Claudia Camargo
05/10/2015

Assim como o casamento, o noivado também é um momento único e inesquecível para o casal. O evento reúne apenas pessoas muito especiais e é uma comemoração bem mais intimista do que a realizada no grande dia. Por isso, todos os detalhes devem ser escolhidos com muito carinho. Para não fazer feio, o visual da noiva pede uma produção caprichada, pois os momentos deste dia também entrarão para os álbuns de família.

Antes de sair para as compras, leve em consideração algumas dicas Em primeiro lugar, a noiva precisa conhecer bem seu próprio corpo. Leve em conta o seu estilo pessoal e vista algo que valorize alguma parte do corpo que você goste muito. Na festa, também é possível ousar um pouco mais do que no casamento. Vale procurar um vestido que não seja tão atemporal e fugir dos longos, mas sem exageros ou vulgaridade.

Branco com prata Martha Medeiros

O local e horário da festa também interferem no modelo. Para uma comemoração pela manhã, os tons claros são clássicos e garantidos. A noiva deve ousar somente pela noite, tanto nas cores e estampas quanto no brilho.

É indicado, ainda, que a noiva se destaque entre as convidadas, usando elementos que remetam ao casamento. Peças em tons claros, como branco e off-white, vão bem durante o dia e a noite. Além disso, os tecidos nobres, como a seda e as rendas bem trabalhadas, encabeçam a lista de favoritos. Caprichar no penteado e nos acessórios também é essencial.

Com estampa flora, perfeito para festas durante o dia - Patricia Bonaldi

Quanto aos acessórios, a pedida é usar tiara de brilhante discreta, casquete delicada ou um coque com pente trabalhado. Tudo isso em harmonia com o vestido ou conjuntinho, claro. Modelos simples, sem estampa, bordados e brilhos, pedem acessórios elaborados. Recortes diferenciados, decotes e peças curtinhas já fazem bonito por si só e dispensam o uso de outros adereços chamativos.

Curtinho de manga longa para as mais fashionistas - Martha Medeiros


Nati Vozza com macaquinho Martha Medeiros, ideal para as mais moderninhas

Os curtinhos da marca Patbo são excelentes opções

Para as mais ousadas, é permitido fugir do branco e ousar no brilho - Sandro Barros

 

Elegância no altar

Elegância no altar

Claudia Camargo
28/09/2015

Foi convidada para ser madrinha de um casamento e não sabe qual vestido escolher? Uma regra é clara: preto jamais! Você pode até ter um pretinho chique no guarda-roupa, que seria perfeito. Mas, pelo menos por enquanto, ele não será útil. O motivo é obvio: preto lembra luto, ou seja, os noivos e os demais convidados podem achar que você está triste com o casamento.

Outra cor proibida é o branco (leia-se também gelo, off-white e semelhantes). Nesse dia, a exclusividade é toda da noiva.
Com o preto e o branco já de fora da lista de opções, pergunte a noiva se ela tem alguma preferência. Geralmente, é ela quem define se o comprimento dos vestidos será curto, longuete ou longo e, às vezes, sugere tonalidades fortes ou tons pastel.

Nos EUA é tradição a noiva pedir que todas as madrinhas usem o mesmo modelo de vestido, da mesma cor, no altar. No Brasil, essa prática não funciona muito. Mas caso a noiva peça, é de bom tom aceitar.

Com a tonalidade e o comprimento já definidos, escolha um belo vestido com o qual você se sinta linda e confortável, mas evite decotes exagerados e fendas enormes, assim como a cauda, que é permitida apenas no vestido da noiva.

A escolha do tecido deve ser determinada basicamente pelo horário e local onde o casamento será realizado. Cerimônias durante o dia pedem vestidos leves e até rendas. Os tecidos acetinados devem ser evitados por conta do brilho excessivo. Por outro lado, os realizados durante a noite, podem ter texturas e pedrarias.

Nos casamentos diurnos, um belo chapéu, apesar de não ser item obrigatório, pode dar um charme extra ao look.
Os acessórios estão liberados, mas devem ser elegantes. As pérolas são uma boa opção, pois além de serem discretas, combinam com tudo. Já os sapatos devem acompanhar a elegância do traje.

As madrinhas que estão um pouco acima do peso devem escolher vestidos com decotes em V ou em U, pois o ideal é chamar a atenção para o rosto, os ombros e o colo. É importante evitar estampas muito grandes.

Para inspirar, o Wedding Day separou alguns belos modelos. Confira!
 

Arthur Caliman

Sandro Barros

Elie Saab

Barbara Bela

Patricia Bonaldi

Leticia Bronstein

Trinitá

Zuhair Murad

desenvolvido por Index Soluções