Casamentos

11 dicas para um casamento superanimado

11 dicas para um casamento superanimado

Claudia Camargo
03/01/2020

Um casamento animado, com uma pista de dança cheia e convidados felizes, certamente é desejo entre a maioria dos noivos! E, neste sentido, algumas dicas são importantes!

Engana-se quem pensa que uma festa animada “simplesmente acontece”, se o objetivo é este, a preparação pode e deve começar já na organização do evento. O local escolhido, a escolha das músicas e de quem vai contratar para tocar, a decoração do espaço reservado para a pista de dança, são apenas alguns dos pontos que fazem a diferença neste sentido.

Confira algumas dicas e ideias para animar ainda mais seu casamento, fazendo com que todos os convidados “levantem pra dançar”!

1. Demonstrem animação: nada como noivos animados, dançando e interagindo com os convidados na pista!

2. Aposte numa playlist eclética: sim, o casal deve levar em consideração seu próprio estilo musical, mas também não deve deixar de pensar nos convidados! O ideal é uma playlist eclética, que inclua músicas do momento e aquelas que já são sucesso.

3. Contrate bons profissionais: é fundamental caprichar na escolha se a ideia é animação! Certifique-se de que está contratando uma banda ou DJ que consiga manter a pista aquecida, para isso, converse bem com o profissional, deixando claro quais são suas expectativas.

4. Contrate um espaço adequado: se você quer uma pista de dança animada, contrate um espaço/salão que ofereça condições para isso. Lugares em que o DJ fica numa sala separada, por exemplo, podem não ser a melhor opção.

5. Pense no layout: os noivos devem estar atentos também na hora de separarem o espaço para a pista de dança. Pistas grandes demais, por exemplo, podem parecer vazias (ainda que a maior parte dos convidados esteja dançando). Por outro lado, pouco espaço para movimentação não é legal, e acaba fazendo com que os convidados até desistam de dançar.

6. Posicione o bar próximo à pista: esta é uma ótima dica para manter os convidados por perto. Quem já está dançando não precisará abandonar a pista para se servir; e, além disso, a retirada dos drinques com certeza atrairá mais convidados pra pista!

7. Pense na decoração da pista de dança: que tal investir numa iluminação diferenciada e até em itens como telões, globo espelhado, balões, gelo seco?! Afinal, ambientes com menor claridade são mais convidativos!

8. Dê acessórios: distribuir acessórios, como chapéus, plumas, tiaras com antenas, máscaras, óculos coloridos, entre outros, é um jeito de acrescentar mais diversão à pista de dança, não tenha dúvidas!

9. Distribua plaquinhas: as plaquinhas (com dizeres engraçados) e molduras vazadas para fotos também já são sucesso na maioria dos eventos e, com certeza, contribuem para uma festa muito mais animada!

10. Aposte num buffet com experiência: o serviço de buffet deve também estar em sintonia com o objetivo da festa. Jantares demorados, por exemplo, podem gerar um clima de desânimo. Aposte num buffet dinâmico e ágil, e, sobretudo, alinhe com ele quais são suas expectativas em relação a uma festa animada (com bastante convidados na pista)!

11. Distribua chinelos: dar chinelos, sapatilhas ou rasteirinhas personalizados para as convidadas é dica certa para que elas “desçam do salto” e se sintam mais confortáveis na pista de dança.

Essas são apenas algumas dicas, mas que fazem a diferença!! Vale lembrar que a disposição dos noivos tende a contagiar os convidados, e esta, sem dúvidas, é a melhor estratégia para garantir convidados animados, uma pista agitada, e uma festa inesquecível!

6 informações que os noivos devem buscar antes de contratar o fotógrafo do casamento

6 informações que os noivos devem buscar antes de contratar o fotógrafo do casamento

Claudia Camargo
08/11/2019

Nada como olhar um álbum e sentir novamente as mesmas emoções do momento em que os registros foram feitos! E é exatamente isso que se espera de um álbum de casamento... Por isso, a escolha de um bom fotógrafo é essencial para o grande dia!

Parece simples, mas nem sempre é assim. Atualmente existem muitos profissionais no mercado; e, para fazer uma boa escolha, é importante que os noivos se atentem a alguns pontos, citados abaixo!

1. O estilo do fotografo. É importante pesquisar qual é o estilo de foto que ele trabalha, que tipo de registro não faltará no álbum etc. Para isso, além da conversa, é necessário ter acesso a trabalhos anteriores, para que, assim, vocês possam tirar suas próprias conclusões.

2. Quantidade de fotos que será entregue e detalhes do pacote. É essencial saber qual é a quantidade mínima de fotos que irá receber, como tais fotos serão entregues, o que determinado pacote inclui ou não etc. É importante conversar com clareza com o profissional, para evitar qualquer tipo de desentendimento futuro.

3. Tempo que ficará no casamento. Normalmente, os profissionais trabalham por cinco horas (no casamento). Mas, ainda assim, é essencial falar com o fotógrafo e, esclarecer, inclusive, se ele trabalha com horas extras (se necessário), e qual é exatamente o custo disso.

4. Quem exatamente trabalhará no casamento. É importante questionar quantas pessoas estarão lá no dia; como será o trabalho de cada um da equipe etc. E até mesmo se aquele profissional com quem vocês fecharam diretamente o contrato estará presente! (Isso vale especialmente em casos de fotógrafos que trabalham com duas ou mais equipes).

5. Prazo de entrega das fotos e do álbum. É fato que existe muita expectativa em relação às fotos oficiais do casamento. É preciso, porém, paciência, já que as fotos precisarão ser tratadas, selecionadas etc. Para evitar chateações, é fundamental questionar e deixar combinado com o fotógrafo qual será mais ou menos o prazo de entrega das fotos e do álbum.

6. Referências. No ramo de eventos, indicação é muito importante. Converse com seu(ua) cerimonialista, e também com amigos que já se casaram. Mas, vale lembrar: cada casal tem suas particularidades, e gosto é gosto! Por isso, nunca feche um contrato simplesmente “porque um amigo indicou”, isso é, sem conhecer melhor o trabalho do fotógrafo.

Uma dica muito importante é: fale sobre seus gostos e expectativas com o fotógrafo. E, sobretudo, não deixa de falar também sobre “o que você não gosta”. Se você não gosta, por exemplo, de fotos posadas, já diga de cara isso a ele. Se você não pretende “perder a festa toda tirando foto de mesa em mesa”, diga a isso a ele também... Esses são exemplos de detalhes essenciais para uma boa parceria (noivos e fotógrafo) e para um evento realmente de sucesso!

Vale lembrar por fim que, embora cada casal possua suas preferências, de uma forma geral, todos esperam encontrar um fotógrafo que capte com emoção, sensibilidade e profissionalismo todos os momentos, detalhes e sentimentos vividos naquele dia! Buscam ainda um profissional que fale honestamente sobre seu próprio trabalho e tente entender ao máximo as expectativas dos clientes.

Casamento na praia: sim ou não?

Casamento na praia: sim ou não?

Claudia Camargo
10/09/2019

Casar na praia é, sem dúvidas, desejo entre muitos casais. Mas esta escolha merece atenção aos mínimos detalhes: o local exato do evento, a acomodação dos convidados, o deslocamento (ou não) dos fornecedores, entre muitos outros pontos.

Abaixo você confere algumas dicas para que esse tipo de casamento seja um sucesso do começo ao fim; ou, simplesmente, para que você possa avaliar se realmente está disposta a se casar na praia, tendo em mente os prós e contras desta decisão!

A cidade

Ao menos que o casal já tenha outra “ideia fixa” em mente, a dica é apostar em cidades que tenham boa infraestrutura pra fazer eventos. Pois, se não for assim, o evento vai envolver frete e logística que vão deixar o casamento muito mais complexo e caro! Algumas praias, como Ilhabela, Búzios e Trancoso, por exemplo, estão preparadas para este tipo de evento e contam com bons profissionais locais.

Autorização e o local

Casar de frente ao mar é mesmo maravilhoso, mas engana-se quem pensa que é “só chegar, escolher o ponto exato, montar a estrutura e dizer ‘sim’”. De forma geral, é necessário autorização da prefeitura, além do pagamento de uma taxa.

É preciso pensar também nos frequentadores das praias: no momento do casamento, podem ter pessoas querendo assistir à cerimônia (o que não ficará legal nas fotos). Por isso, praias mais vazias são melhores opções; ou ainda, um restaurante ou hotel que, com boa estrutura, tenha vista para o mar.

Traje

O traje do noivo e o vestido da noiva precisam ser adequados à ocasião. Certamente um vestido com saia volumosa e corpo cheio de brilho não é o mais indicado! De forma geral, o vestido deve ser fluido, combinado com penteado e maquiagem que transmitam a aparência mais natural possível.

Para o noivo, tecidos leves e cores claras (como azul, bege, branco) são as melhores opções.

Atenção aos convidados

É importante orientar os convidados sobre o tipo de traje, deixando as dicas no site do casamento, por exemplo.

É preciso também estar ciente de que nem todas as pessoas conseguem se descolar para irem até um casamento realizado na praia (a depender da data em que o evento será realizado, das condições financeiras, entre outras particularidades); por isso, os noivos não devem ficar chateados caso algum familiar ou amigo diga que não poderá comparecer.

Os noivos devem, porém, indicar opções de hospedagem para os convidados; além de passar informações adicionais sobre a cidade e orientações de como chegar. Exatamente por isso, especialmente no caso de um casamento na praia, o site do casal tem papel muito importante!

Decoração

Uma praia já “fala por si”, por isso, especialmente neste caso, a máxima do “menos é mais” se aplica totalmente. Flores tropicais combinadas a muito verde, por exemplo, são perfeitas para a ocasião!

Cardápio

Especialmente neste tipo de evento, as comidas e as bebidas devem ser refrescantes. Frutos do mar são ótima pedida, mas é preciso lembrar que nem todo mundo come, por isso, não dá para se limitar a isso.

Por fim, como em todos os tipos de evento, é essencial se cercar de bons profissionais, que executarão com excelência seus serviços, fazendo com que o grande dia seja realmente único, não só pelo cenário deslumbrante, mas pela união de todos os detalhes!

9 erros para se atentar e não cometer no casamento

9 erros para se atentar e não cometer no casamento

Claudia Camargo
07/08/2019

Ao planejar um casamento, o que todos os noivos esperam é um grande dia perfeito, sem nenhum imprevisto! Mas, para isso, alguns cuidados são essenciais, tanto no que diz respeito à organização como ao dia do evento em si.

Abaixo você confere alguns erros que podem “arruinar” o seu grande dia (alguns bem óbvios; outros, nem tanto!), até para se certificar de que não vai cometê-los, de jeito nenhum!

1. Contratar um profissional sem conhecer o básico do trabalho dele: não “conte com a sorte” para um dia que, naturalmente, deve ser único! O ditado “às vezes o barato sai caro” merece ainda mais atenção quando o assunto é casamento.

2. Chamar mais convidados e não avisar o buffet e demais profissionais envolvidos: ao fazer esse tipo de coisa, você estará colocando em risco, em primeiro lugar, o seu casamento. Não tenha dúvidas de que vocês (noivos) serão os mais prejudicados caso o buffet e demais contratados “sejam enganados”. Não por acaso, ao solicitar o orçamento da maioria dos serviços do casamento, uma das primeiras perguntas que são feitas é exatamente a quantidade de convidados.

3. Achar que pode dar conta de tudo sozinha: todo o planejamento e o grande dia em si precisam de atenção nos mínimos detalhes. Com a proximidade da data, é normal que o nervosismo vá aumentando, bem como “a correria”. Lembre-se que você é uma pessoa só e que, infelizmente, as coisas não acontecem “num passe de mágica”. Sim, você precisa da ajuda de pessoas preparadas e eficientes!

4. Pensar só nos outros e se influenciar pela opinião alheia: é importante oferecer uma ótima recepção aos convidados, é claro, mas isso não significa que os noivos devam deixar de lado o seu estilo e seus gostos. Se vocês adoram DJ, por exemplo, não devem deixar de contratar um “porque um amigo falou que banda é mais legal”, e vice-versa. Essa atenção vale para todos os detalhes, desde a escolha do cardápio, passando pelos detalhes da decoração, pela lista de convidados, chegando até a escolha do vestido de noiva e do penteado!

5. Escolher o local sem levar em conta os prós e contras: este é um ponto que merece atenção extra. Não adianta escolher determinado salão “porque alguém da sua família casou lá” ou, simplesmente, “porque acha lindo”. É preciso pensar com calma em todos os aspectos que envolvem esta escolha, como número de convidados, época do ano em que acontecerá o casamento, localização etc. O “local perfeito” é aquele que atende às necessidades do seu evento!

6. Não pensar na idade das crianças escolhidas como daminhas e pajens: por mais que sejam encantadoras (e até por mais próximas que sejam dos noivos), crianças muito pequenas podem “travar” na hora de entrar na igreja, seja por timidez ou nervosismo.

7. Não se sentir à vontade com o vestido de noiva: nem sempre a “primeira impressão é a que fica”. Quem nunca comprou uma peça de roupa que achou linda no provador da loja e, depois, nunca mais a usou?! Experimentar o vestido do seu grande dia significa, sobretudo, se familiarizar com ele! Vista-o quantas vezes achar necessário; mas não chegue ao dia do casamento com dúvidas ou incomodada com algum detalhe.

8. Não fazer prova de penteado e maquiagem: sim, o vestido de noiva é a grande representação deste dia único; mas, o penteado e a maquiagem da noiva não são menos importantes. Escolher um bom profissional (o qual você conheça, tenha boas indicações e, sobretudo, esteja acostumado com esse tipo de penteado/maquiagem) é essencial e prevê também que você passe pelo menos por uma prova para garantir que estará linda e radiante no seu grande dia!

9. Não comer ou comer mal no dia: a correria e o nervosismo inevitavelmente fazem parte do dia do casamento, mas uma alimentação equilibrada por parte dos noivos é essencial. Afinal, ninguém quer passar mal ou “ficar sem energia” para aproveitar todos os momentos deste grande dia!

Esses são alguns pontos importantes, mas, lembre-se, sobretudo: o casamento perfeito é aquele que tem “a cara” dos noivos, que é preparado com atenção, mas, também, amor. Certifique-se de escolher bons profissionais que te acompanharão nesta jornada de preparativos e no grande dia em si, e tenha a certeza de que, assim, vivenciará um evento inesquecível!

Um sonho de casamento

Um sonho de casamento

Claudia Camargo
03/03/2016

O casal Marcele Zago e Carlos Eduardo Bastos celebrou a união de uma maneira especial: com uma festa ao ar livre ao lado de familiares e amigos próximos. A cerimônia aconteceu na Fazenda Vila Rica e, como Marcele contou para o blog Wedding Day, estava repleta de gente feliz e energia boa. Conheça um pouco sobre a história do casal, a cerimônia e quais os profissionais que realizaram essa celebração inesquecível.

 

“Conheci o Kadu enquanto estava tirando visto para morar na Austrália por um ano. Ele é de Franca, mas na época ele estudava aqui em Piracicaba. Foi amor à primeira vista de ambas as partes. "Grudamos" por 4 meses e mantivemos contato por um tempo, mas acabamos perdendo com o tempo. Depois de um ano, voltei e nos encontramos sem querer em uma festa em São Paulo. Acabamos “grudando” de novo... E logo virou um namoro que durou dez anos. Nesse tempo ele morou no Rio, em São Paulo e em Franca, até que finalmente veio pra Piracicaba e montou um negócio para podermos ficar perto.”

Local
Desde que vi uma foto da Fazenda Vila Rica, tinha a certeza que queria me casar lá, já que o Kadu ama fazenda e eu também. Depois que fui com minha mãe conhecer o local, tivemos certeza absoluta que não poderia ser outro. Era um lugar mágico, com uma energia indescritível. Eu queria me casar onde a cerimônia pudesse ser no mesmo lugar da festa e lá correspondia a todos os meus desejos. E foi muito bom, já que pudemos almoçar juntos e passar o dia todos juntos, como aquelas famílias grandes italianas - e ainda por cima, tomarmos café da manhã no dia seguinte. Foi muito bom acordar com a família e amigos queridos perto, que prolongaram a felicidade e energia boa que teve em todo o casamento.

Cerimônia
A cerimônia foi feita por um padre da igreja Anglicana, e todos se emocionaram com as palavras que ele disse. Era isso que eu queria, uma cerimônia diferente e que tocasse no coração de todos. As músicas foram tocadas por uma harpa celta, violino e violoncelo e foram muito elogiadas também. No dia, o tempo fechou um pouquinho e deu um clima de ar londrino - o que todos disseram - e eu amei. Não choveu e pudemos nos casar ao ar livre, rodeados pelas maravilhosas palmeiras da Fazenda Vila Rica e um indescritível portal de flores feitos pelo Fábio Borgatto e Telma Hayashi. A decoração toda ficou ainda mais linda do que eu podia imaginar. Parecia um conto de fadas: a mesa de doces parecia um jardim encantado e as daminhas pareciam fadinhas ao redor da mesa. Encantador!

A sensação de ver o noivo lindo no altar, me olhando com carinho e amor, é emocionante. Acho importante a noiva entrar olhando para o noivo, sem ficar se preocupando com que está ali (depois você faz isso). Afinal, ele está lá na frente esperando, olhando com um olhar que a noiva não pode perder nem por um segundo. É inexplicável, é um momento entre você e ele. Parecia que tudo ficou em silêncio e que só tinha nós dois e meu pai, que estava me guiando, me amparando naquele grande momento. Olhar para a minha mãe e meu pai, que são nosso modelo de casal e família também foi emocionante.

Meus dois sobrinhos entraram como pajens, outro momento inesquecível que vai ficar eternamente na minha lembrança, assim como minhas daminhas, que também estavam apaixonantes. Tiramos uma foto que parecia uma grande família real. Amei!

Celebração e profissionais
Tivemos a consultoria do cerimonial Claudia Camargo. Muitas amigas minhas tiveram a consultoria da Claudia e me recomendaram. A escolha do cerimonial é muito importante, pois são os "anjos da guarda" que cuidarão de toda a organização da festa e todos os detalhes escolhidos pela noiva. Cuidarão da tranquilidade e bem estar de todos na festa também. Se for bem escolhido, como o meu foi, acredito que não terá motivo algum para nervosismo – esse foi meu caso, o de uma noiva com ZERO de nervosismo. Tudo saiu perfeito! Todos cuidavam de nós com muito carinho e atenção. Todos os convidados elogiavam também a equipe de cerimonial. É muito gostoso isso!

A festa foi maravilhosa desde o começo. Era muito bom olhar para as pessoas e vê-las tão felizes. Toda noiva sabe que é muito difícil preparar uma festa e eu escolhi cada detalhe com muito carinho. Então é muito gostoso ver aquela energia boa, todos vindo elogiar tudo. Tivemos 2 DJ’s e foram excelentes, deixaram a pista sempre animadíssima e foram muito elogiados também, até por aquelas pessoas que geralmente são mais carrancudas. Era muito bom quando eu os via felizes, dançando, sorrindo e se divertindo. Tivemos também uma atração que animou todos da festa, independentemente da idade. O buffet escolhido foi o Zest, que é impecável já eles cuidam de detalhes que fazem a diferença, como a Polentinha com queijo chevre em formato de coração, a louça diferenciada... Tudo é delicioso! No final servem um "chá de nuvens" que também é lindo e tem detalhes que encantam. No bar, tivemos a equipe do Shakers, que conversou com o Fabio e a Telma para colocar tudo em sintonia com a decoração. Eles colocaram flores enfeitando as bebidas e escolheram bebidas com a "cara dos noivos", que é tipo uma pesquisa que eles fazem para corresponder a personalidade e gostos dos noivos e estarem de acordo com a festa. Fiquei encantada com o atendimento do buffet e do bar. Fiquei encantada também com o atendimento do Nelson Pantano, o The King Cake. Ele é um verdadeiro artista e pudemos escolher entre os muitos recheios e massas deliciosas oferecidas - escolhi massa red velvet e recheio de champanhe com frutas vermelhas - e o topping, que ele desenha a mão livre com as flores que serão usada na decoração. Uma obra de arte, além de ser delicioso.

Para os doces, escolhemos a doceira Nininha Sigrist e é difícil escolher um só, já que cada um estava melhor do que o outro. Para as forminhas dos doces, comprei de tecido, cetim e renda, feitas sob encomenda da Florart de Cuiabá. Foto e vídeo, não poderia deixar de ser o talentosíssimo Filipe Paes e sua maravilhosa equipe. Importantíssimo também, afinal o que eterniza este momento será o álbum e vídeo, por isso, nada melhor do que uma equipe tão competente para isso.

Para o cabelo e make escolhi os tops: Thiago Fortes e Ronaldo Pereira, da Equipe Junior Mendes, que além de serem os melhores, me fizeram uma companhia maravilhosa, já que são talentosos e ainda "cuidavam" de mim, me arrumando com carinho o tempo todo. E são divertidos, o que me fazia ficar ainda mais calma. Eles foram demais, super recomendo!

Crédito: Studio 47





 

Capela São Pedro do Monte Alegre

Capela São Pedro do Monte Alegre

Claudia Camargo
20/01/2016

Ideal para os noivos que desejam um mini wedding e, ao mesmo tempo um casamento religioso com estilo, a Capela de São Pedro – ou Capela do Monte Alegre - é uma das únicas autorizadas pela cúria a receber esse tipo de celebração.

Desde 2013, após as reformas do espaço estrutural, a Capela já realizou cerca de 50 casamentos. E o mês mais procurado para a realização de casamentos é setembro, seguido de outubro, novembro e, claro, maio. Em média, são realizados três casamentos por mês. Por isso, os noivos devem reservar as datas com antecedência. Assim, é possível garantir que não exista nenhum conflito de datas ou logística.

Outro fator importante e que deve ser considerado é a proximidade do local onde será realizada a festa. Como a Capela possui lugar para cerca de 130 convidados, é preciso pensar na locomoção, o que geralmente resulta na escolha de um dos dois salões que ficam próximos ao local: Espaço Monte Alegre ou Casa do Marquês.

História
Construída em 1936, a capela teve seu interior decorado pelo pintor Alfredo Volpi, com o apoio de Mário Zanini. São mais de 600 m² de arte do pintor modernista sobre as paredes, tetos e colunas – com temas como hóstia, símbolo papal, chaves de São Pedro, Divino Espírito Santo e Aleluia. A construção feita em cruz latina segue o estilo neorromântico – inspirada em uma igreja de Bozzano, na Itália – e possui arcos lombardos e lesenas, cúpulas, pequenos vitrais e altares feitos de mármore que foram trazidos da Itália. A capela é tombada como patrimônio histórico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (CODEPAC).

Inicialmente, o bairro surgiu devido aos trabalhadores da Usina Monte Alegre e contava com ambulatório, cinema, escola e time de futebol. Foi Pedro Morganti quem idealizou o bairro e a construção da igreja, inaugurada para o batizado de sua neta Marisa Morganti Ayroza.

Se antes era tradicional por sua colônia italiana, hoje o bairro Monte Alegre se tornou um ponto turístico, com o desenvolvimento da parte cultural, incluindo festivais de food trucks e outros eventos gratuitos. Um deles, chamado de “Música na Capela”, acontece no primeiro domingo do mês e conta com a participação de músicos de diversos ritmos, como Jean William, Quarteto Ad Libitum, ANIMA Grupo Musical e outros.

Por isso, a Capela é perfeita para os que desejam trocar alianças em meio à obras de arte, em um lugar romântico e que é repleto de belas histórias. Reservem a data com antecedência e boa festa!


 

Marcha nupcial

Marcha nupcial

Claudia Camargo
04/01/2016

A música mais tocada em casamentos é conhecida por anunciar que, em breve, a noiva irá entrar. O que poucos sabem é que existem duas versões popularmente consagradas desse momento clássico dos casamentos: a de Mendelssohn e a de Wagner.

Jakob Ludwig Felix Mendelssohn Bartholdy (1809 – 1847) compôs a música para a apresentação de “Sonho de uma noite de verão”, de William Shakespeare. Porém, a canção instrumental composta em 1842 se popularizou em um casamento da realeza.

Em janeiro de 1858 ocorreu o casamento entre a princesa Vitória, da Inglaterra, e o príncipe Frederick William, da Prússia, onde a marcha foi utilizada pela primeira vez e, desde então, se tornou tradição. A responsável por escolher a música foi a mãe da noiva, a rainha Vitória. Geralmente, é interpretada apenas a primeira parte dessa obra triunfal, mas pode-se pedir para que a orquestra toque também a segunda – acompanhada de clarinadas ou não.

Já a marcha nupcial de Wagner é conhecida pelas brincadeiras de criança, como na canção “Lá vem a noiva, toda de branco...”. Wilhelm Richard Wagner (1813 – 1883) escreveu a sua marcha, chamada originalmente de Coro Nupcial, como o prelúdio do terceiro ato da ópera “Lohengrin”. Diferente da marcha de Mendelssohn, essa é cantada e, em sua primeira versão, possuía um coro de oito pessoas. Ela foi escrita para ser tocada após o casamento dos personagens principais (Lohegrin e Elsa).

Essa tradição da marcha nupcial resiste até os dias atuais e, mesmo as noivas mais modernas desejam entrar ao som de alguma das duas, por todo o imaginário que possuem. Embora as duas marchas sejam mais clássicas, existem cerimônias que fogem à regra e utilizam músicas mais recentes – independente do ritmo - na entrada dos noivos. Escolher a música que mais combina com o casal ajuda a tornar a cerimônia inesquecível.
 

Organizando o chá de lingerie

Organizando o chá de lingerie

Claudia Camargo
30/12/2015

Assim como o chá de cozinha, o evento é exclusivamente feminino e serve para a noiva relaxar antes do dia do casamento. Nesse dia, são convidadas as amigas e familiares mais próximas para deixar o clima mais intimista e descontraído.

Para evitar imprevistos, o chá de lingerie deve acontecer de 1 a 2 meses antes da cerimônia. Assim, caso existam peças repetidas ou que precisem de troca, é possível fazer com tranquilidade. No convite, é necessário ter o tamanho das peças que a noiva usa. Hoje, diversas lojas já trabalham com listas de presentes para chá de lingerie. Algumas noivas mais discretas preferem organizar ‘cotas’ para as convidadas e assim, fazer a compra das lingeries com o que foi arrecadado.

As madrinhas tem um papel importante nessa etapa. São elas que ajudam a organizar o chá de lingerie em conjunto com a noiva, criando as lembrancinhas e listas. As lembrancinhas podem ser kits de esmaltes, sais de banho, cupcakes, mini-hidratantes e o que a imaginação permitir, desde que combinem com o clima da celebração. Não é necessário organizar uma festa temática: investir em cores como vermelho e rosa, além de corações na decoração já valorizam o ambiente onde será realizado o chá de lingerie.

No cardápio, escolham petiscos e outros salgados que não precisam de pratos e talheres. Para a sobremesa, os doces afrodisíacos, que misturam pimentas e outras especiarias são ótimas escolhas. O bolo deve seguir a mesma linha – e ele pode ser decorado com elementos femininos, batom, salto alto e outros. E claro, não esqueça dos drinks (com e sem álcool) para suas convidadas, além de espumante ou vinho branco, dependendo do horário que a celebração será realizada.

Para as que desejam animar a tarde, invistam em brincadeiras – que incluam ou não prendas. Opções não faltam. Vale até mesmo contratar uma professora de dança do ventre para ensinar alguns movimentos para as convidadas. O importante é passar uma tarde agradável ao lado das amigas e relembrar os bons momentos que viveram juntas.
 

 

Regime de bens

Regime de bens

Claudia Camargo
23/12/2015

O casamento é muito mais do que a união de duas pessoas que se amam. Perante a lei, os noivos assinam um contrato que inclui o regime de bens. Atualmente, eles são divididos em: comunhão parcial de bens; comunhão universal de bens e separação total de bens.

Segundo o Art. 1.639.§ 2º, é possível alterar o regime de bens durante o casamento, desde que seja de comum acordo e com uma autorização judicial. No Brasil, a comunhão parcial de bens é o regime mais adotado pelos noivos. Caso os noivos não especifiquem nenhum regime especial durante o registro civil, será esse o que entra em vigor na união.

A comunhão parcial de bens significa que todos os bens que cada um adquiriu enquanto solteiro não é considerado patrimônio comum do casal.

Somente os rendimentos que o casal obtiver (bens e renda de trabalho) após a data da cerimônia será de ambos. Isso não se aplica para heranças e doações, que continuam sendo patrimônios exclusivos de quem o recebeu, mesmo após a cerimônia.

O regime da comunhão universal de bens torna comum tudo o que o casal possui, seja ele adquirido antes ou após o casamento, heranças, compras, doações e qualquer outra forma de aquisição. Todos os bens pertencem ao casal em iguais proporções.

Como o próprio nome já diz, a separação total de bens possui dois patrimônios individuais que não se comunicam, sendo cada um dono de sua parte na questão matrimonial. Ao contrário dos outros regimes, nesse caso não é necessária a autorização do outro para a venda do patrimônio. Caso seja necessário, esse regime pode ser imposto legalmente.

Para realizar a cerimônia no civil, é recomendado entregar os papéis necessários com cerca de dois meses de antecedência da cerimônia. Isso acontece pois os cartórios costumam estabelecer um período de 15 dias, chamado de “período de proclamas”, para a verificação dos documentos e se existem impedimentos para a união. Caso ninguém se oponha durante o período de proclamas e não existam impedimentos legais, o oficial vai emitir um certificado para que seja realizada a cerimônia.

 

Celebração emocionante

Celebração emocionante

Claudia Camargo
21/12/2015

Todo casal deseja fazer uma cerimônia inesquecível e pra isso não medem esforços para que cada toque tenha o jeito deles. Seja na decoração, no cardápio, no local onde será realizada a cerimônia ou até mesmo na escolha de quem irá celebrar o casamento.

Os celebrantes de casamento são cada vez mais requisitados, seja para os casais que não são religiosos, que não podem se casar na igreja ou que desejam fazer uma cerimônia em salões ou praias, por exemplo.

Para que a fala do celebrante tenha mais emoção e surpreenda a todos – incluindo os noivos -, o texto é personalizado de acordo com o casal. Além disso, como muitos noivos são mais reservados, o celebrante pode pedir para que cada noivo escreva seus votos e realizará as adaptações necessárias para incorporar o texto de cada um em seu discurso.

Nas reuniões em que o celebrante conheça intimamente os noivos, o casal também define se haverá ou não a utilização de elementos simbólicos (como a cerimônia das areias, velas ou das taças). Os padrinhos e pais também podem participar desse ato que é simbólico, mas carrega diversos significados.

Vale lembrar que padre, juiz de paz e celebrante possuem diferentes papéis no casamento. O padre realiza casamentos em igrejas e não pode oficializar a união perante à lei. O responsável por oficializar a união é o juiz de paz, que legalmente falando, firma o contrato de casamento com o regime de bens escolhido pelo casal no cartório. O celebrante realiza as cerimônias profissionalmente, sem vínculos religioso e legal.

Os celebrantes realizam diferentes tipos de cerimônias, desde a ecumênica (que possui religião neutra) até a não religiosa, que como o próprio nome diz, tem ausência de qualquer religiosidade. Por isso, é essencial conversar com o celebrante escolhido para que o casal defina qual o estilo de cerimônia deseja e é ideal para os noivos.



 

Amor à beira-mar

Amor à beira-mar

Claudia Camargo
18/12/2015

Trocar alianças na praia é o sonho de muitos casais apaixonados pela natureza. A celebração em praias costuma ter clima mais intimista e tem atraído cada vez mais casais. Porém, para garantir uma celebração inesquecível é preciso planejamento.

Antes de mais nada, escolham o local onde será realizada a cerimônia. Entre as preferidas dos noivos estão Juqueí e Ilhabela (São Paulo). No entanto, nem todas as cidades permitem a realização de casamentos nas praias e, caso permitam, muitas vezes é preciso obter licenças e alguns papéis na prefeitura.

A data também influência – e muito – para que a cerimônia seja realizada. Se a cerimônia acontecer no verão, ou seja, em alta temporada, o valor dos fornecedores tende a aumentar, bem como a diária de hotéis e pousadas. Evitem também marcar o casamento em feriados prolongados ou férias, pois o fluxo de turistas aumenta na praia e nas estradas.

Alguns noivos preferem uma cerimônia pela manhã, aproveitando a brisa da praia enquanto outros são adeptos do casamento noturno, que ganha ares de luau com tochas na areia e decoração específica. Porém, dizer sim no fim da tarde é a escolha preferida entre os noivos, já que o calor não é tão intenso e o pôr-do-sol deixa o clima ainda mais romântico.

Como em qualquer casamento ao ar livre, as mudanças climáticas podem influenciar na festa e, por isso é recomendado o aluguel de tendas ou, se possível, um salão em hotel ou pousadas. Assim, caso ocorra algum imprevisto, a festa pode continuar. Casamentos que são realizados na praia ocorrem geralmente na primavera, em meses com menor probabilidade de chuva.

Pensar no conforto dos convidados é essencial, por isso, lembrancinhas como leques, cangas e chinelos, além de drinks refrescantes fazem sucesso em celebrações nesse estilo. Para a decoração, aproveite toda a beleza natural do cenário! Aproveitem para investir em tendas, altar temático e outros objetos com elementos naturais que combinem com esse tipo de cerimônia.




 

 

Destination Wedding

Destination Wedding

Claudia Camargo
16/12/2015

Uma praia paradisíaca, um castelo europeu ou montanhas com paisagens de tirar o fôlego: o Destination Wedding permite que o casal troque alianças no cenário dos sonhos, independente de qual seja.

‘Destination Wedding’ é um termo inglês que não tem tradução literal, mas pode ser entendido como “casamentos celebrados em cidades ou países diferentes da cidade natal”. Isso significa que é comum atravessar o país ou até mesmo o oceano para realizar a cerimônia.

As festas podem durar um dia, o fim de semana inteiro ou até mesmo se estender em uma viagem inesquecível. Atualmente, hotéis e resorts já fazem as reservas para casamentos e, dependendo do local, é possível planejar um cronograma para que os convidados também aproveitem a estadia. É importante que o casal conheça bem o destino e procure pacotes para hospedagem de seus convidados em locais próximos.

Como as cerimônias de destination wedding funcionam como ‘mini-wedding’, já que salvo raras exceções, não ultrapassam 100 convidados, é possível dar um clima mais intimista ao casamento. Nesse dia especial, apenas amigos íntimos e os familiares mais próximos estão presentes

Para que todos os convidados possam se planejar, é preciso avisá-los com mais de um ano de antecedência em casos de destinos internacionais ou que exijam viagens longas. Se os casais escolherem uma viagem ao exterior, a dica é contratar uma agência especializada em realizar destination weddings.

Também é comum que o casal realize a lua de mel e a cerimônia do casamento na mesma viagem. O ‘Destination Wedding a dois’ tem sido a opção de diversos casais, que unificam a cerimônia do casamento à uma viagem a sós.

Em relação às despesas, isso depende do orçamento inicial de cada casal e do local escolhido. Vale lembrar que nem todos os convidados poderão arcar com as despesas da viagem e que se a celebração ocorrer em determinado resort ou hotel, não é obrigatório que os convidados fiquem hospedados ali. De qualquer maneira, contratar uma assessoria para auxiliar na contratação de fornecedores próximos ao local garante que tudo saia como o planejado e evita imprevistos.



 

Doces especiais

Doces especiais

Claudia Camargo
10/12/2015

Fundamentais na composição da mesa principal, os doces atraem a atenção dos convidados e ganham cada vez mais espaço nas festas, com diferentes tipos de coberturas, recheios e acabamentos.

Como são diversas opções e tendências, conversamos com a chef Fernanda Tejada, da Dolcce, que deu dicas importantes para acertar na escolha. A trajetória iniciada ao lado de sua mãe, primeiramente com festas pequenas e casamentos de conhecidos, já completa 7 anos e traz em seu cardápio opções gourmets e diferenciadas.

Fernanda nos contou que a tendência da gastronomia acompanha a moda, ou seja, “o contraste de sabores, a mistura de cores (...) e sempre pensando nas texturas: cremoso, crocante e macio”. A utilização de sabores tradicionais mais antigos com o design moderno é outra mistura que funciona muito bem, explica.

A quantidade recomendada é de 5 a 6 doces por pessoa, mas isso pode variar de acordo com o tipo de evento, cardápio do buffet e tempo de duração. O mercado está cada vez mais amplo e as opções são diversas, por isso, a degustação feita pelos noivos é essencial para garantir a escolha certa.

Entre os tipos preferidos dos noivos, estão os doces com chocolate e frutas. Além do bem-casado, também não podem faltar o cone de uva e doces com creme de avelã, que tem feito o maior sucesso! Mas se você não se decidiu ainda, a dica é apostar no tradicional, com doces a base de ovos e coco, diversificando com doces que tenham castanhas, frutas e chocolate.

Outra dica importante é combinar com a estação ou decoração. Se o casamento acontece no inverno, os doces mais quentes e ‘pesados’ são indicados, com chocolate e castanhas. Para casamentos no verão, invista em doces ‘leves’ com frutas e folhados. Para casamentos rústicos ou em fazendas, é recomendado doces mais coloridos, com frutas e petit verre (mini compota). Em salão, o clássico ainda impera, com doces dourados e tradicionais.

Fotos: Isa Silvano


 

Renovação de votos

Renovação de votos

Claudia Camargo
02/12/2015

Todo aniversário de casamento é uma data especial. Que tal aproveitar esse dia e pedir o seu amor em casamento... de novo? A renovação de votos ganha cada vez mais adeptos ao redor do mundo e serve para celebrar – em grande estilo ou em cerimônias mais íntimas – o amor.

Na renovação de votos, os casais aproveitam para fazer tudo aquilo que não fizeram no casamento. Se escolheram uma cerimônia menor para o casamento, fazem uma festa para mais convidados; se o casamento foi a noite, escolhem o período oposto para a renovação etc. Também é comum que os casais aproveitem a data para que os filhos façam as vezes de daminhas e pajens, participando ativamente da cerimônia de seus pais. Dessa vez não há listas de presentes, mas o bem-casado ainda faz parte da celebração.

Estilo
Como a renovação de votos ainda não é algo tradicional como o casamento, a liberdade é ainda maior: vocês podem organizar uma viagem, um almoço para amigos e familiares, um luau, um coquetel, uma cerimônia no estilo mini wedding e outros estilos que combinem com o casal. Ao invés da igreja, o casal pode optar por um juiz de paz, celebrante ou até mesmo algum familiar próximo.

Data
Hoje, não é preciso esperar as bodas de prata ou ouro para realizar esse tipo de cerimônia. A renovação de votos não tem uma data específica para acontecer: vocês podem realizar a cada 5, 10 anos ou até mesmo anualmente.

Trajes
Em relação ao traje, é recomendado o uso de cores claras e tons pastel, mas novamente: tudo é permitido nesse dia. Por isso, se quiser usar um vestido brilhante ou colorido, esse é o momento ideal. O mesmo vale para o noivo, que pode abandonar o smoking e investir em algo mais descontraído. Aproveite esse dia para polir as alianças, já que elas também fazem parte da celebração.

Registros
Os cerimonialistas são unânimes quando falam sobre a renovação de votos: assim, como o casamento, é importante investir em uma equipe de foto. A maioria deles faz esse tipo de serviço, por isso, vale a pena guardar todas as lembranças desse dia que também é especial.


 

Na medida certa

Na medida certa

Claudia Camargo
13/11/2015

Escolher o sapato do casamento não é tarefa fácil e, mais importante do que ter um calçado bonito para o grande dia, é preciso também pensar no conforto.

Que mulher nunca ficou com dores depois de usar um sapato de salto por horas e horas? A beleza é importante, mas vale lembrar que no casamento são longas horas em cima de um salto – seja ele baixo ou alto – e, para curtir cada segundo, nada pode incomodar.

Hoje, diversas empresas trabalham com sapatos feitos sob medidas para noivas (e para convidadas também!). Como eles encaixam perfeitamente nos pés, evitam qualquer desconforto em seu casamento. Mas fique atenta: por serem feitos sob medida, é imprescindível encomendar o seu com antecedência.

Para obter a forma ideal, são analisados: formato dos pés, largura, altura e comprimento. Por exemplo, um pé pode ter um número ou meio número de diferença do outro. Os calçados feitos sob medida atendem números que dificilmente são encontrados no mercado, como o 30 ou 42.

A noiva também pode escolher tecidos, materiais, acessórios e modelos para criar o sapato ideal. Vale lembrar que durante a escolha, é preciso considerar o horário da cerimônia e o local onde ela será realizada, o desenho do vestido e, claro, a estatura dos noivos.

Algumas lojas já possuem diversos modelos, mas também é possível escolher o adereço de um sapato, combinado com o salto de outro e modelo de um terceiro. Assim, você tem um calçado exclusivo e ainda consegue aproveitar seu dia especial com elegância e conforto.

 

 

Celebração do amor

Celebração do amor

Claudia Camargo
03/11/2015

Com mais de 10 anos de namoro, o casal Mariana Franceschinelli de Souza e André Neder Morato trocou alianças em uma cerimônia com “amor por todo lado”. O casamento, que foi ao ar livre, aconteceu em setembro de 2015 na Fazenda Santa Gertrudes e reuniu amigos próximos e familiares dos noivos. Conversamos com a Mariana e ela nos contou um pouco sobre a história do casal, a cerimônia e os profissionais que fizeram esse sonho virar realidade. Confira!

“Eu e o André nos conhecemos na época da faculdade, na UNIMEP. Fazíamos cursos diferentes, mas tínhamos alguns amigos em comum, o que fez com que virássemos amigos também. Isso foi em 2003. Desde então passamos a frequentar os mesmos bares, as mesmas festas e sair juntos e essa amizade aos poucos foi se transformando em algo mais. Depois de algumas idas e vindas e do término da faculdade, engatamos um namoro que já dura mais de 10 anos! No começo namorávamos à distância pois eu morava em Itu (cidade dos meus pais) e ele em Piracicaba, mas em 2006 eu me mudei definitivamente e em 2008 fomos morar juntos.”

A cerimônia
“O casamento para nós foi muito mais a celebração de uma conquista, de um amor do que uma grande mudança em nossas vidas, pois já morávamos juntos há um bom tempo e já conhecemos bem um ao outro. Desde o começo falávamos em casamento e queríamos esse momento em que todos os nossos parentes e amigos mais próximos e queridos estivessem juntos para comemorar e nos abençoar ainda mais.

No grande dia tudo ocorreu do jeito que a gente imaginava e até São Pedro abençoou com um sol lindo após uma semana de chuvas fortes.
A cerimônia foi ao ar livre, em frente ao lago na Fazenda Santa Gertrudes e a festa no salão da Fazenda. Ao contrário do que eu imaginei eu não fiquei muito nervosa na hora, mas sim ansiosa pra que começasse logo, queria ver todo mundo, ver a decoração e ver o André me esperando lá no altar.

Para mim esse foi o melhor momento: a hora que eu sai da casa e dei o primeiro passo naquele gramado, vi tanta gente especial e o homem que escolhi para passar a minha vida lá na frente sorrindo pra mim. A festa foi uma delícia! Bebemos, comemos, dançamos e aproveitamos bastante.”

Os profissionais
“Nada disso seria tão perfeito se não fossem os ótimos profissionais que nos ajudaram e garantiram que tudo estivesse organizado e do jeitinho que a gente queria. Uma amiga muito querida havia me dito após o casamento dela que o melhor investimento em um casamento era um bom cerimonialista. Que bom que dei ouvidos a ela!

Confira algumas fotos!

Fotos: Cadú Brito

Cerimonial Claudia Camargo, doce Dolcce, Buffet Riggô, Rosa Flores, Estação Bartenders, Cadú Brito fotografia, Fazenda Santa Gertrudes, Cleusa Pão de Mel, Evandro - Celebrante da Manifesta Cerimonial, Friso de Ouro, Som e iluminação Popin e Fabinho, bandas Juca Ferreira, Trio Si Sêsse e os metais e Baby, Matheus e André da banda Dona Zaíra.

 

 

Organização geral

Organização geral

Claudia Camargo
30/10/2015

Quando iniciam essa nova fase da vida, alguns recém-casados acabam esquecendo algo muito importante: a organização da casa. Isso pode gerar mais problemas do que imaginamos, já que na vida a dois alguns hábitos precisam ser readequados.

E se você acha que essa etapa de organização começa só na casa nova, está muito enganado. “A própria festa do casamento precisa ser bem organizada para que seja realmente a concretização de um sonho”, conta a personal organizer Marilia Marchiori, que atua na área há 1 ano com a Organnize e já faz o maior sucesso.

Ela, que sempre foi uma pessoa naturalmente organizada, decidiu levar essa facilidade que a organização traz para a vida das pessoas. Mesmo aquelas que não costumam ter esse costume conseguem se adaptar, já que “depois que você aprende a organizar isso se torna um hábito saudável para toda a família”.

Para os noivos, existe um serviço exclusivo onde a personal organizer auxilia na separação de presentes repetidos e também na organização dos presentes e demais itens da nova casa (sejam eles peças de vestuário ou outros). Caso eles não sejam organizados com técnicas específicas, podem não caber na nova moradia – e isso vale também para os apartamentos menores.

Além da organização do ambiente, Marília também auxilia com a consultoria – seja para o casal ou para os funcionários – para fazer isso um hábito. “Eles gostam muito dessas organizações, pois começam a nova vida num lugar extremamente organizado e aconchegante”, explica.

Por isso, separamos algumas dicas essenciais para a organização. Confira!

- Começar a vida a dois com hábitos saudáveis de organização faz com que o casal mantenha isso a vida toda. Quando nascem os filhos, o casal transmite isso para eles também;

- O casal precisa organizar o tempo além da casa: programar a alimentação da semana, os horários que vão ler, estudar, limpar a casa, dormir... Tudo na vida quando é bem organizado, traz excelentes resultados;

- Cada um precisa do seu espaço na nova residência, seja para roupas, itens pessoais e outros. Mesmo em residências com espaços bem reduzidos essa regra básica precisa ser seguida.

- Tirou do lugar? Coloque novamente onde estava depois do uso. Isso é um hábito muito saudável para o casal.

- Com o passar dos anos, pequenos hábitos de desorganização começam a incomodar (mesmo que seja a toalha molhada em cima da cama). Por isso, iniciar a vida com os princípios básicos da organização é muito importante para o casal.

- Abrir o armário - mesmo no escuro - e encontrar de imediato o que precisa reduz muito o estresse e a irritação no cotidiano (além de evitar gastos desnecessários ao comprar novamente o item porque não o encontrou).

- Para os casais que desejam filhos, organizar a rotina desde o nascimento é essencial para que ele tenha uma vida tranquila.

Fotos: Acervo Organnize / Shutterstock


 

Tradições de casamento pelo mundo

Tradições de casamento pelo mundo

Claudia Camargo
21/10/2015

 

Quando falamos em casamento, logo nos vem à cabeça aquela tradicional imagem da noiva vestida de branco, não é? Esqueça isso, pelo menos na Índia. Lá, é costume das noivas usarem o tradicional sári na cor vermelha, que representa emoção e fertilidade. Como não podia faltar, as noivas abusam das jóias de ouro – símbolo de beleza e riqueza – nessa data. E as cerimônias lá são consideradas verdadeiras festividades, já que podem durar até sete dias seguidos!

Na Itália, “sposa bagnata, sposa fortunata”. Isso significa que a chuva – tão temida pela maioria noivas - é um sinal de sorte. Outro costume dos italianos diz respeito ao noivo, que deve levar um objeto de ferro no bolso durante toda a cerimônia para afastar a negatividade.

Um costume diferente para nós, brasileiros, é a quantidade dos buquês que a noiva mexicana carrega. Elas costumam entrar na igreja com dois buquês, sendo um para a noiva e outro que será deixado no altar para Nossa Senhora de Guadalupe. Essa é a forma de pedir bênçãos para o casamento.

No Japão, o saquê também faz parte da cerimônia do casamento. Os noivos devem beber três goles de saquê, de três taças diferentes – sempre da menor para a maior. Eles acreditam que o número ímpar trará sorte ao casal.

Por último, mas não menos importante: a tradição do “algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul” (Something old, something new, something borrowed, something blue). Esse verso da era vitoriana, que já é adotado por muitas noivas brasileiras, é cheio de significados.

O “algo velho” diz respeito à continuidade dos valores da família da noiva; “Algo novo” simboliza a esperança e o otimismo para o futuro; “Algo emprestado” geralmente é de algum amigo próximo (ou amiga) para que a noiva sempre se lembre da importância da amizade e, por fim, “algo azul” representa a pureza, já que antes do século XIX, era comum que as noivas usassem azul e não o tradicional branco.

Vale lembrar que independente de qual seja a tradição ou costume do casamento, no fim, o amor é universal! ♥



 

Quer inovar? Vá em frente!

Quer inovar? Vá em frente!

Claudia Camargo
15/10/2015

O casamento sempre refletiu as características da sociedade na qual é realizado. Atualmente, diante das mudanças que vêm acontecendo, a cerimônia e a festa não poderiam deixar de passar por algumas adequações.

Alterações no protocolo
De forma tradicional, a noiva adentra a igreja de braços dados com o pai. Porém, é fato que as formações familiares, hoje, são um pouco diferentes, se comparadas às de décadas passadas. Assim, é comum que as noivas, filhas de pais separados ou as órfãs, entrem acompanhadas dos padrastos. Há alguns casos em que o relacionamento mãe e filha chega à igreja e ambas passam juntas pelo tapete vermelho. Há situações em que elas escolhem estar ao lado do avô ou da avó neste momento.

Seu estilo
Há algum tempo havia certo tabu em relação à aparência da noiva: ela, quase sempre, usava o vestido branco, as unhas claras e o cabelo preso, por exemplo. Hoje, essa máxima ’caiu por terra’.
O importante mesmo é que a noiva, a figura principal da celebração, se sinta linda e de bem consigo mesma. Não importa se preferir usar um vestido off-white ou um modelo curto, o cabelo solto, apenas com um acessório ou se optar por usar um esmalte vermelho. Afinal, tudo precisa ter o seu estilo.

Diversão em forma de buquê
Esse item já vem passando por mudanças há bastante tempo. Existem as mulheres que ainda preferem tons mais claros e tradicionais das flores. Outras acabam preferindo as cores mais quentes e intensas para contrastar com o branco do vestido, o que também fica lindo, se usado adequadamente.
O buquê que é jogado para as convidadas também pode ser diferenciado. Neste caso, as opções são as mais variadas possíveis: buquês feitos com bonequinhos artesanais e individuais de Santo Antonio; modelos mais divertidos, como os feitos com pequenos sapinhos de pano, que fazem alusão aos ’príncipes encantados’ das convidadas; ou mesmo o buquê amarrado com fitas de cetim coloridas. Este último funciona assim: cada solteira da festa pega uma ponta da fita e a noiva corta uma por uma. Quem for a última a ficar com a fita inteira, deve ser a próxima a se casar. São várias as alternativas. É só soltar a criatividade!

Chuva de arroz moderna
Com o tempo, a tradicional chuva de arroz foi perdendo espaço nas cerimônias de casamento. Apesar de ter a fama de dar sorte ao casal recém-casado, ela causava certo incômodo, já que os pequenos grãos, muitas vezes, enroscavam nos cabelos, entravam nos vestidos etc. Desta forma, no lugar do arroz, hoje, os noivos preferem a chuva de pétalas de flores ou a de bolhas de sabão, que, por sua vez, rende lindas fotos.

Brega, será?
A tradicional dança dos noivos. A maioria dos casais vem pensando em descartar essa parte da festa, trocá-la ou incorporar à valsa uma música mais animada e que conte um pouco a história dos noivos. O que vale mesmo é fazer tudo com bom senso e se divertir.

 

Retrô estilizado

Retrô estilizado

Claudia Camargo
02/10/2015

É fato que, para ficar ainda mais especial, a celebração do casamento tem que ter o estilo dos noivos. Para deixar o tradicional de lado, você pode investir em diversos tipos diferentes de decoração.
Um dos estilos mais em alta ultimamente é o vintage. Charmoso e repleto de detalhes, ele, quase sempre, agrada a todos os convidados e, principalmente, aos noivos.

Escolha a época
Para começar, o casal deve optar pela época que deseja: as mais comuns são os anos 1940, 1950 e 1960. Mas nada impede de apostar na década de 1970 e preparar uma festa superanimada, ao estilo ’dancing days’, com bastante cor e músicas típicas: com certeza, ninguém vai ficar parado.

Dance muito
Falando em música, Frank Sinatra, rock n´roll (dos anos 1960), músicas da Jovem-Guarda e Disco são sempre muito bem-vindos nessas festas. É só escolher. Mas lembre-se de que o som deve ser agradável a todos os convidados. Por isso, mescle os estilos.

Decoração
Dependendo da época que a decoração vai ser remetida, os tons pastel são ideais para comandar.
Outro detalhe que vai caracterizar a festa retrô, são os objetos utilizados. As décadas de 1920, 1940 e 1950 pedem peças mais elegantes, como as porcelanas refinadas e charmosas. Mas, se a festa for no estilo dos anos 1960 e 1970, opte por itens mais descontraídos, como os com cara de casa da vovó – no bom sentido, é claro!
Algumas decorações menos formais contam com objetos que dão um charme especial, como as máquinas de escrever, máquinas fotográficas antigas, caixinhas decorativas, porta-retratos característicos e flores, muitas flores!

Menu
Não é uma regra, mas se você quiser, pode até optar por um menu característico, com ’pratos retrôs’. Outra alternativa é investir em drinks diferenciados que remetam a época escolhida.

Detalhes
Não se esqueça de combinar o estilo da festa com o restante do casamento. Os convites, as fotografias e as músicas que serão tocadas durante a cerimônia civil ou religiosa são muito importantes e, se caracterizadas de acordo, vão deixar o dia do sim ainda mais especial.

O retrô está na moda. Porém, é importante se atentar para não cair no erro do exagero. Por isso, os detalhes são importantes, mas devem ser sempre sutis para que, assim, a decoração não fique caricata, parecendo uma festa à fantasia.
E não é porque a celebração tem o tema vintage que ela não será moderna e elegante. Aproveite cada etapa deste momento mágico, que é a preparação do casamento, e não se esqueça de que menos é sempre mais!


 

 



 

Cada casal, um estilo

Cada casal, um estilo

Claudia Camargo
25/09/2015

Seguir um padrão ou inovar no álbum de fotografias do casamento? Tudo depende do estilo e dos desejos do casal, é claro. Mas nada impede, mesmo que você seja mais tradicional, de dar um toque diferenciado às suas fotos.

Inclusive, atualmente, está em alta investir em uma empresa que realize o ensaio e a cobertura fotográfica com uma proposta especial de estilo: alguns preferem conferir um “ar” vintage às imagens, outros optam por fotos espontâneas e há ainda quem queira uma produção maior, que atenda aos sonhos dos noivos.

Cada casal vive em um contexto, com histórias diferentes. Então, por que não levar este clima, repleto de emoções, próprio dos noivos, também para o álbum de fotografias e fugir das fotos tradicionalmente posadas?

A empresa Coletivo3, da cidade de São Paulo, mas que atende a clientes de todo o Brasil, é especialista em fotografias que saem do comum. O sócio-proprietário, Samuel, concedeu uma entrevista ao Wedding Day sobre o assunto. Acompanhe e inspire-se!

O que você considera como um ensaio fotográfico diferente?
No Coletivo3, nós prezamos pelo intimismo do casal. Gostamos de fazer uma sessão que tenha a ver com a história dos noivos.

No que consistem os ensaios fotográficos feitos pela Coletivo3?
Os ensaios nada mais são do que o retrato do casal em uma situação que os fazem ser eles, únicos da forma que são. Seja em um parque, na praia ou, até mesmo, em uma mesa de um bar ou na casa recém-decorada. Tudo vai de acordo com o contexto do casal.

Quais são os principais estilos dos casais que procuram pela empresa?
Temos feito trabalhos para todos os tipos de casais, desde os mais alternativos, que casam no campo com um celeiro ao fundo, até os que se casam em uma igreja e fazem a festa em algum buffet, de forma mais tradicional. Não formatamos pessoas e casais ou dividimos por estilos, afinal uma ótima história pode ser contada seja de forma clássica ou da mais informal possível.

Quais são os estilos de fotografia mais pedidos?
Nos últimos dois anos temos tido bastante liberdade para propor trabalhos com o nosso jeito aliado ao estilo dos noivos. Os casais que nos procuram sabem que vão ter fotos mais artísticas, com mais desfoques e brincadeiras de planos. Porém, sabem que também existe a possibilidade de ter aquela foto mais posada clássica. Fica à escolha do casal.


 

Quais são os lugares/locações mais interessantes, nas quais vocês realizaram ensaios pré-wedding?
Gostamos muito de ir às praias do litoral norte de São Paulo, mas também gostamos de sugerir locações, como ruínas de casas e prédios, sempre fica interessante. Além disso, atendemos pedidos inusitados, como o de realizar uma sessão de vídeo em um bar na região da Vila Madalena, em SP. Vale tudo!

O que (e como) fazer para que as fotos durante a cerimônia e a festa do casamento sejam diferentes, deixando o tradicional de lado?
Na verdade é um conjunto de pessoas, decoração, espaço e profissionais envolvidos para que as fotos sejam feitas com sucesso, como os noivos imaginaram. Porém, o principal é que o casal permita e dê liberdade para que o profissional faça o trabalho de forma tranquila e com confiança. Isso aliado às qualidades do fotógrafo é o suficiente para ter um material diferenciado.

Quais as dicas que vocês dariam para os noivos que desejam guardar um álbum de fotografias do casamento personalizado e diferente?
Contrate um profissional que agrade ao casal e faça tudo da maneira que mais se aproxime do que você sempre sonhou e com muito amor. Assim, sem dúvidas, você terá um material único e diferente, afinal cada história é única e merece ser retratada da melhor forma!
 

 

Mãos na massa

Mãos na massa

Claudia Camargo
18/09/2015

Atualmente, é comum os jovens não terem muitas habilidades na hora de cozinhar. Gasta-se mais tempo com os estudos e o trabalho do que na cozinha, não é mesmo? Porém, depois do casamento, às vezes não tem como fugir. É preciso se aventurar!
Para ajudar os recém-casados, o Wedding Day separou algumas receitas deliciosas e bem práticas. Confira:

Strogonoff de carne – não tem quem resista!


Ingredientes
1kg de carne
3 cebolas médias
1 vidro de champignon
Sal e pimenta do reino a gosto
2 latas de creme de leite
3 tomates picados sem pele e sem sementes
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 ou 2 colheres (sopa) de catchup
1 cubo de caldo de carne dissolvido em 100 ml de água

Modo de preparo
Corte a carne em tirinhas e coloque o azeite na panela. Depois acrescente a carne para dourar. Coloque a cebola cortada, deixe cozinhar por mais algum tempo, aproximadamente 20 minutos. Em seguida, coloque e o catchup e o champignom e deixe cozinhar de 3 a 5 minutos; Verifique se ficou um molho cremoso e borbulhando e então desligue o fogo; Acrescente o creme de leite sem soro e mexa até incorporar o molho com o creme; Pronto! Agora é só colocar em uma refratária e decore com batata palha.

Risoto de camarão – para quem ama frutos do mar


Ingredientes
400 g de camarão cinza limpo
3 xícaras (chá) de arroz branco
1 cubo de caldo de camarão
1/2 xícara (chá) de pimentão verde cortado em cubos pequenos
1 tomate sem semente cortado em cubos pequenos
Cheiro verde picado a gosto
2 colheres (sopa) de extrato de tomate
2 dentes de alho
1 colher (sopa) de azeite
Sal
1/2 limão

Modo de preparo
Depois de temperar os camarões no limão e sal, reserve-os por 10 minutos. Enquanto isso faça o arroz, fritando-o muito bem;
Em seguida, coloque água suficiente para cobrir o arroz na panela, sobrando uns dois centímetros a mais do que o arroz no fundo. Coloque pouco sal e cozinhe em fogo baixo até que toda água seque. Retire do fogo e deixe a tampa da panela aberta (para o arroz não passar do ponto). Agora, em uma frigideira grande, doure o alho e coloque todo o camarão sem o suco do limão, junte o tomate, o pimentão, o cheiro verde, o extrato de tomate e o cubo de caldo de camarão. Adicione um pouco de água, para que tenha molho suficiente para encobrir os camarões na frigideira. Cozinhe em fogo baixo por 5 minutos; Ao mesmo tempo retire o arroz e o coloque em um recipiente de cerâmica ou vidro. Solte-o bastante com o garfo. Junte o molho do camarão e misture. Decore com camarões grelhados e coentro. Servir bem quente!



Brigadeirão – a sobremesa não pode faltar

Ingredientes
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1/4 de xícara (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de manteiga
3 ovos
Margarina e açúcar para untar
Chocolate granulado para polvilhar

Modo de preparo
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Despeje em forma para pudim, untada com manteiga e açúcar. Leve ao forno médio, em banho-maria por 1 hora. Leve à geladeira por 6 horas, desenforme e polvilhe com granulado. Não cubra a forma com papel alumínio antes de levar ao forno, pois isso retarda seu preparo. Em um momento de pressa: tire a forma do forno e coloque-a em uma forma maior com água gelada e gelo, a fim de que esfrie mais rápido. Minutos depois, desenforme.

Pudim de tapioca – fácil e gostoso

Ingredientes
1/2 xícara (chá) de tapioca granulada
1/2 litro de leite
1/2 garrafa pequena de leite de coco
1 pacote de 50 g de coco ralado
1 lata de leite condensado
3 ovos

Modo de preparo
Leve ao fogo o leite e a tapioca, faça um mingau e deixar esfriar por completo (ficará como se fosse um grude, mas é normal). Acrescente o leite condensado e o coco ralado. Bata os ovos no liquidificador com o leite de coco e misture com o restante. Em seguida, caramele a forma e asse em banho-maria por aproximadamente 40 minutos.




 

 

Quem casa, quer casa!

Quem casa, quer casa!

Claudia Camargo
16/09/2015

 


A máxima de que ’quem casa quer casa’ é a mais pura verdade. Porém, além de uma simples residência, quem está começando a vida a dois deseja ter um lar aconchegante, funcional e lindo, não é mesmo?
O Wedding Day traz para você, leitor (a), o que há de mais moderno e interessante no que diz respeito à sua casa, com as dicas pra lá de especiais do renomado designer Ivan Hellmeister, formado nas principais escolas de design do mundo.

O que você pode falar sobre a escolha certa dos móveis?
A escolha do mobiliário ideal vai do gosto pessoal do casal: a utilização dos móveis, o briefing do projeto, as referências e preferências de estilo etc. devem ser considerados. Em design de interiores não há certo ou errado, mas, sim, o ideal. Cada cliente é único e, para não errar, é preciso de um estudo mais aprofundado da pessoa, do espaço em questão e do projeto como um todo. Isso significa compreender as premissas, respeitar as regras, mas, também, saber quando quebrá-las.

Qual a melhor forma de aliar iluminação natural e artificial, criando ambientes adequados para cada ocasião?
Um bom projeto de iluminação é essencial, independentemente das dimensões do imóvel, seja ele um studio, loft, casa ou apartamento. Este projeto deve aliar economia de energia, estética, qualidade, baixa manutenção e, principalmente, ser adequado ao layout e ao uso dos espaços. A melhor forma para aliar iluminação natural e artificial é: estudo de implantação do projeto no terreno, do projeto em questão, de insolação, dos vãos e aberturas do projeto, entre tantos outros fatores. Após o projeto luminotécnico bem definido, indico aos meus clientes o uso de sistemas de automação, que, além de tornar o dia a dia mais prático, valoriza esteticamente a iluminação do ambiente e destaca cada item que compõem a personalidade do espaço.

Já foi o tempo em que o branco era a cor preferida por todos?
O branco ainda é muito utilizado. O que aconteceu é que de um tempo para cá, tivemos o acréscimo do tom off-white à decoração de interiores. Por outro lado, utilizo muito a tendência que chamamos de ’greige’ (gray+beige/cinza+bege), que compreende todas as nuances entre as cores cinza e bege. As dicas para quem deseja investir em cores diferenciadas é analisar o projeto como um todo, levar em consideração o estilo do ambiente, a área total onde essa cor será aplicada e o uso do espaço. Na dúvida, procure por um profissional especializado, pois somente ele conseguirá, tecnicamente, mesclar tudo isso de maneira ideal e personificada.

Em relação às cozinhas, o que é ideal para os recém-casados?
Não diria que existe uma cozinha ideal para os recém-casados. As cozinhas são ambientes muito particulares, com projetos e decorações muito abrangentes. Pontos a serem considerados são o tamanho do ambiente, quem do casal vai cozinhar, se possuem conhecimentos do trivial ou se são verdadeiros gourmets, se terão utensílios básicos ou profissionais, se o espaço será utilizado como principal ou secundário, além de harmonizar o projeto com os demais ambientes da residência. Porém, acima de tudo, tratando-se de recém-casados, a cozinha deve ter como premissa a praticidade.

A otimização dos espaços é um dos fatores mais importantes em um imóvel. Quais são as suas dicas sobre este assunto?
Cozinhas ganhando status de sala de jantar, churrasqueiras integradas a sala de jantar, sala de estar junto à sala de jantar e à de TV, living ampliado etc. Cada vez mais comuns, tanto em edifícios como em casas, a integração entre os ambientes é sim uma realidade. Mas, isso ainda gera muita polêmica, por este motivo indico um bom estudo de projeto e de estilo de vida. Levo muito em consideração que cada projeto é bom e único a cada família.

Quais são as suas dicas que aliam qualidade e baixo custos?
Contratar um profissional é primordial, pois com ele você conseguirá desenvolver um projeto específico, priorizando as necessidades, otimizando tempo e economizando dinheiro. Esse profissional direcionará de forma inteligente e funcional cada item a ser executado na obra e na decoração.



 

Emoção à flor da pele

Emoção à flor da pele

Claudia Camargo
14/09/2015

 

Após quase oito anos de namoro e dois de noivado, o casal de piracicabanos, Ariane Belardin e Regis Novaes, realizou o seu grande sonho: uma linda cerimônia de casamento, acompanhada de uma festa digna da realeza.
Em outubro de 2014, com a assessoria da Claudia Camargo Eventos, os noivos se casaram na Capela São João Apóstolo, próximo aos condomínios Terras de Piracicaba. A festa aconteceu no espaço Legrand Hall, repleta de amigos e familiares, contagiados com o sentimento de felicidade dos noivos.

Em entrevista ao Wedding Day, Ariane contou um pouco da história dos pombinhos, sobre a cerimônia e a festa. “Desde o começo do nosso namoro, tínhamos a certeza de que nos casaríamos um dia. Mas, como na época éramos muito jovens, eu com 20 e o Regis com 21, não marcamos a data de imediato. Tudo ocorreu naturalmente e desde sempre pensávamos em casar em 2014, especificamente.

A cerimônia


“Foi mágico, algo inexplicável. Eu estava muito calma, com a certeza de ter escolhido o homem certo para passar minha vida e também de ter selecionado profissionais de alta qualidade, que tornariam a minha noite ainda mais especial.
Quando entrei na igreja, eu só pensava em olhar para o Regis, apenas para ele. Claro que todos os convidados eram extremamente importantes, mas nada chegava perto da emoção de ver meu futuro esposo me esperando. Assim eu fiz, olhei apenas para ele e entrei. Parecia que eu estava flutuando. E o mais legal é que consegui sentir toda a emoção dos meus pais, da minha irmã e de cada padrinho que escolhemos para esse momento. Todos estavam tão felizes quanto nós.
Eu olhava para o Regis, que estava muito nervoso, e sentia uma emoção única, que não sei explicar até hoje. Só de lembrar meus olhos marejam de alegria. Imagina estar no altar com o amor da sua vida e ele dizendo que você está perfeita, como ele imaginou, e que ele te ama mais que tudo.”

A festa


“A festa? Foi perfeita! Todos os convidados entraram no nosso clima. Parecia que tínhamos contagiados a todos com a nossa alegria. Os convidados adoraram e se divertiram muito, dançaram até o fim. Uma das nossas exigências era uma banda tocando. Assistimos a vários shows até chegar na Banda Yankee. Quando vimos as fotos, ficamos surpresos com a quantidade de pessoas na pista. Isso nos alegrou tanto, que ficamos até o último minuto da festa dançando com nossos familiares e convidados.

Os profissionais

Um dos primeiros profissionais que escolhi foi o Conjunto Adonai, do Janu. Fechamos com ele mesmo antes de ter a confirmação da igreja. Depois disso, escolhemos o cerimonial. Na primeira conversa com a Claudia Camargo, tivemos a certeza de que a escolha era certeira: eles me fizeram sentir leve e a pessoa mais especial do mundo. A opção por cada profissional, como a Sempre Victoria, o Studioz PhotoDesign, a Banda Yankee, a Amo Muito Doces, entre outros, tem uma história e um motivo. Mas, no geral, sentimos confiança no trabalho de cada um e, por isso, os escolhemos.

 “Eu queria viver tudo de novo, cada minuto, para prestar a atenção em mais detalhes. Pois aproveitei tanto que, às vezes, parece que não me atentei aos pequenos detalhes que demorei tanto tempo para decidir. Mas sei que esse sentimento é algo que vou levar para sempre como dever cumprido, missão de que escolhi o marido certo, na hora certa, com convidados e profissionais exatos, que deixaram meu dia perfeito e inesquecível.” 

Confira alguns cliques do grande dia

Fotos: Studioz PhotoDesign



 

Lançamento Blog Wedding Day

Lançamento Blog Wedding Day

Claudia Camargo
04/09/2015

Na quarta-feira, dia 2 de setembro de 2015, o Blog Wedding Day entrou no ar!

Para comemorar o lançamento, Claudia Camargo realizou um chamoso coquetel, para amigos e parceiros, no Espaço Monte Alegre, em Piracicaba/SP. 

Confira alguns cliques e aproveite para navegar pelas nossas páginas... Ah, se você tem uma história bacana para contar, nos envie por meio do e-mail contato@blogweddingday.com.br.

Agradecimentos especiais aos parceiros que tornaram nossa festa de lançamento ainda mais especial: Studio 47, Agência Trêes, Espaço Monte Alegre, Dolcce, Happy Cards, Mimos e Graças, Estação Bartenders, Marcio Galzerani, Riggô Buffet, Verde Total, Popin Som e Imagem e JK Seguranças.

Bem-vindo (a) ao Wedding Day

Bem-vindo (a) ao Wedding Day

Claudia Camargo
02/09/2015

Um sonho que se tornou realidade. O blog Wedding Day nasce da experiência da conhecida assessora de casamentos Claudia Camargo e também do seu desejo de transmitir tudo o que aprendeu durante os mais de dez anos de carreira.

Por aqui, você encontra inúmeras dicas de fornecedores, moda, maquiagem e lua de mel. Além disso, confere histórias incríveis de pedidos de noivado e todos os detalhes dos casamentos mais badalados. Agora, se você vai casar e não sabe nem por onde começar o planejamento, prepare-se: algumas matérias superespeciais sobre cronograma, com certeza, podem ajudar.

Você também pode participar do blog! Se quiser dividir com nossos leitores sua história de amor, envie um e-mail para contato@blogweddingday.com.br. Ah! As fotos precisam estar em alta resolução.

Agora, aproveite! A partir de hoje você tem um novo espaço para buscar informações, dicas e inspirações sobre casamentos.

Afinal, o que o Wedding Day quer é que todos sejam felizes para sempre!

Solta o som DJ!

Solta o som DJ!

Claudia Camargo
01/09/2015

Uma das principais preocupações dos noivos é a de como fazer com que os convidados se animem durante a festa toda na pista de dança.

Com certeza, um dos pontos principais é o estilo dos noivos e também dos convidados. Não adianta o DJ tocar músicas muito românticas, se o pessoal for mais agitado, nem músicas antigas, das décadas de 1970 e 1980, se a grande maioria for jovem demais para apreciar o som. Por isso, é importante que, durante as reuniões com o profissional contratado, os noivos deixem claro o que realmente desejam.

Outro fator que faz a diferença é a entrada do casal na pista de dança. Sem os noivos, até o melhor DJ do mundo vai sofrer pra fazer uma grande festa, afinal são eles as estrelas da festa. Como de costume, depois da cerimônia sempre acontece a famosa sessão de fotos, mas tente não demorar demais! Assim, você e seus convidados podem aproveitar mais o casamento.

Uma dica bacana é envolver uma das madrinhas no processo de escolha da playlist. Toda noiva tem aquela melhor amiga que é muito animada. Quando ela ouvir alguma música que sugeriu, vai sair dançando e chamando todos para a pista.

A iluminação da festa é muito importante. Não adianta criar um superclima de luz na pista de dança e ter uma equipe de filmagem usando uma luz forte em cima dos noivos e convidados. Corta totalmente o clima. Ou seja, a dica novamente é alinhar todos os pontos com os profissionais envolvidos.

A posição do DJ também conta. O lugar dele é na frente da pista de dança! Um profissional que ama o seu trabalho, com certeza, vai conseguir animar os convidados, mesmo sem sair do seu posto. Além disso, a pista deve ser posicionada de maneira que todos consigam ver o que está acontecendo.

Depois de seguir as dicas do Wedding Day, é só esperar o grande dia chegar e cair na pista!

Fácil e de dar água na boca

Fácil e de dar água na boca

Claudia Camargo
26/08/2015

Você é uma daquelas noivas prendadas, que arrasa na preparação de receitas na cozinha? Não? Fique tranquila: isso é mais comum do que você pensa. Hoje em dia, as mulheres, geralmente, passam o dia fora de casa, trabalhando e quase não têm tempo para cozinhar. Então, que tal se juntar ao maridão e preparar algumas receitas deliciosas, práticas e rápidas?


As meninas do blog Tip Lovers, Marília Boaretto e Júlia Monteiro, que também vivem na correria do dia, ensinam uma receita de sobremesa supersimples que, além de agradar a todos, vai fazer com que sobre tempo para que vocês passem momentos pra lá de agradáveis juntinhos.

Bolo de fubá com goiabada

Ingredientes


- 3 ovos
- 1 copo de leite
- 1 copo de açúcar refinado
- 1/2 copo de óleo de soja
- 1 copo de farinha de trigo
- 1 copo de fubá de milho
- 1 colher de sopa de fermento em pó
- 1 xícara de goiabada cortada em cubos
- Mistura de açúcar com canela em pó a gosto

Modo de preparo


Unte uma forma com manteiga, açúcar e canela - não é necessário adicionar farinha de trigo. Separe as claras das gemas e bata as claras em ponto de neve em uma batedeira. Em seguida, acrescente o açúcar e bata mais um pouco. Adicione as gemas, uma de cada vez. Depois, junte o leite e o óleo. Bata mais um pouco e coloque a farinha e o fubá de milho. Desligue a batedeira e misture o fermento, sempre mexendo no mesmo sentido. Passe os cubinhos de goiabada em um pouco de farinha de trigo. Em seguida, despeje metade da massa na forma e jogue metade dos cubinhos de goiabada sobre a massa. Depois, coloque o restante da massa e cubra com os cubinhos que sobraram. Coloque a massa para assar em forno pré-aquecido a 180º por 40 minutos.

desenvolvido por Index Soluções